O artista visitou a capital pernambucana para divulgar a nova fase e falou sobre as mudanças na vida e na carreira. Foto: Marina Simões/DP

Figura conhecida do público forrozeiro, o cantor paraibano Felipão surpreendeu os fãs ao abandonar a carreira para se tornar cantor gospel. Oito anos depois, ele retorna ao ritmo que lhe consagrou por não concordar com o comércio que envolve a música religiosa. “Não queria viver aquilo. Para mim era muito pesado. No meu coração não sentia paz nessa comercialização da música e da fé”, afirma em entrevista ao Viver.

O artista visitou a capital pernambucana para divulgar a nova fase e falou sobre as mudanças na vida e na carreira. Felipão anunciou que será atração principal do Aniversário do Autobar, festa marcada para o dia 22 de setembro, em Casa Forte. Ele também vai cumprir agenda em Caruaru, no dia 11 de outubro, no Fulanos Hall.
Durante o período em que se dedicou à música gospel, ele lançou três CDs, um DVD, e escreveu dois livros. Nascido em Campina Grande, Felipe Gurgel se instalou em Fortaleza, onde mora há 25 anos com a esposa e duas filhas (10 e 6 anos). Com a maturidade adquirida nos últimos anos, o cantor de 33 anos volta a cantar forró, mas garante adotar um novo comportamento. “Tem músicas de duplo sentido que não cantaria novamente. Mas não carrego esse peso. Estava preocupado em prestar conta, mas fiquei em paz com as minhas escolhas”, explica o artista que resgatou o bordão “vagabundo”.

(Diário de Pernambuco)
COMPARTILHAR

Comentários

comentários