Candidato a vereador Walison Silva (PMN), acusa pastores de “vender apoio político” nas igrejas da Capital

Estamos bem próximos das eleições, e como você já deve saber, algumas igrejas evangélicas (e também católicas ou de outras vertentes) têm como costume ceder o púlpito para candidatos discursarem. Toda véspera de eleição é comum ver o altar se transformar em palanque e as portas dos templos se abrindo para toda classe partidária. Ocorre que esta prática, além de não ser ética, também é criminosa.

Segundo a Lei 9.504/97 e de acordo com o artigo 13 da resolução 22.718/2008, do Tribunal Superior Eleitoral, fica proibida toda e qualquer propaganda eleitoral dentro de templo. A lei entende que os templos são espaços de acesso comum e não devem ser usados como palanques eleitorais.

Sabendo disso o candidato a vereador de Palmas Walison Silva (PMN), procurou nossa reportagem para dar um depoimento explosivo que revela um suposto esquema de compra de apoio político feito por alguns pastores e bispos, que beneficiariam alguns candidatos.

Assista: