Pastor da AD Ciadseta, dispara contra prefeito de Palmas; entenda

O pastor Jededias Lima, presidente da Assembleia de Deus Ciadseta em Novo Acordo, publicou um texto na noite desta sexta-feira, 9, em seu perfil no facebook.

O Texto é uma nota de Solidariedade em que o pastor se diz solidário com todos os pastores da Capital Palmense e especialmente seu querido amigo o Pastor Amarildo Martins, que em suas palavras foi vítima de agressões verbais num pronunciamento feito pelo prefeito Carlos Amastha. O Pr Jededias se referia ao encontro com pastores que ocorreu no hotel Céu, onde Amastha explicou o motivo de ter tirado alguns vereadores da sua base, e citou o vereador pastor João Campos (PSC), candidato a vice-prefeito na chapa do ex-prefeito Raul Filho e disparou criticas indiretamente contra pastor Amarildo Martins, presidente estadual das Assembleias de Deus Madureira no Tocantins e Maranhão.

Foto: encontro com pastores, pastor Claudemir Lopes, prefeito Amastha e pastor Carlos

Segundo Jededias, alguns líderes foram chamados até de bandidos pelo prefeito de Palmas. “ISTO É INACEITÁVEL.. O povo Evangélico de Palmas exige do Sr prefeito no mínimo um pedido de desculpas por este ato impensado e desrespeitoso à nossa liderança”, disparou o Pastor.

O pastor ainda foi além e disse que o encontro feito pelo prefeito da Capital com pastores foi um fracasso, já que a maioria dos pastores não compareceram. “Estiveram poucos a não ser uns poucos gatos pingados.. Outro sim, tenho notado um tom de desespero por parte do atual prefeito da capital, e agora com este absurdo por ele praticado numa reunião pública, onde vem desrespeitar um dos mais conceituados pastores um dos pioneiros de nossa capital o Pr Amarildo”, disse.

O pastor finalizou a nota dizendo que se sentiu ofendido.”Portando fica aqui registrada nossa indignação, dizer que, também senti-me ofendido pois, quando atacam verbalmente uma liderança evangélica dessa maneira atinge a todos nós Evangélicos”. Concluiu.

Confira a nota na integra:

“Nota de solidariedade”

Quero me solidarizar com os pastores de nossa Palmas Capital especialmente com nosso querido amigo Pr Amarildo Martins que tem sido vítima de agressões verbais juntamente com outros irmãos nossos, citados num pronunciamento feito pelo prefeito Amastha numa reunião “onde alguns líderes foram chamados até de bandidos pelo Sr prefeito” ISTO É INACEITÁVEL.. O povo Evangelico de Palmas exige do Sr prefeito no mínimo um pedido de desculpas por este ato impensado e desrespeitoso à nossa liderança. Na verdade o que era pra ser uma reunião com os líderes evangélicos da capital, não ocorreu, não aconteceu pois fracassou, pois a maioria dos pastores não compareceram, estiveram poucos a não ser uns poucos gatos pingados.. Outro sim, tenho notado um tom de desespero por parte do atual prefeito da capital, e agora com este absurdo por ele praticado numa reunião pública, onde vem desrespeitar um dos mais consceituados pastores um dos pioneiros de nossa capital o Pr Amarildo que muito tem feito pela cidade de Palmas e pelo Tocantins juntamente com toda a sua denominação a “Nação Madureira” espalhada por todo o território nacional e que tem relevantes serviços prestados em cada canto desse Estado especialmente em Palmas. Portando fica aqui registrada nossa indignação, dizer que, também senti-me ofendido pois, quando atacam verbalmente uma liderança evangélica dessa maneira atinge a todos nós Evangélicos.

Pr Jededias Liama Líder da ADCiadseta em Novo Acordo TO.