Evangélica teve revelação do tiro que a matou em tragédia no RJ

Bruna Lace Freitas foi morta por um tiro que atravessou a janela de sua casa, na tarde de quarta-feira (26) (Foto: Reprodução/Facebook

Uma jovem pregadora da palavra de Deus acabou sendo mais uma vítima da violência no estado do Rio de Janeiro. A tragédia aconteceu durante a tarde desta quarta-feira (26), aproximadamente no horário de 17h30, no bairro Engenho da Rainha, localizado na região norte da cidade do Rio de Janeiro. A moça foi identificada como Bruna Lace e tinha apenas 21 anos.

Parentes de Bruna Lace Freitas, de 21 anos, contaram que a jovem estava dentro de casa quando foi baleada e que o disparo atravessou a janela. A irmã de Bruna descreveu o momento em que o tiro atingiu a jovem.

“Quando a minha irmã se aproximou da janela, eu acho que pra ver o que estava acontecendo, a bala entrou pelo vidro da janela. Foi só uma bala, justamente a que a atingiu. Eu abaixei e não percebi que tinha acontecido algo com ela”, disse ela, na manhã desta quinta-feira (27), no Instituto Médico Legal (IML).

Ainda segundo a irmã da vítima, essa foi a primeira vez que um tiro entrou na casa. “Isso nunca aconteceu e E a gente já morou dentro da favela”, afirmou, acrescentando que a família agora une forças para seguir em frente pela filha de Bruna.

“A gente está tirando forças pra seguir em frente agora mais por causa da “P” [filha de Bruna], porque ela precisa muito da gente nesse momento”, disse a irmã de Bruna.

Um tio de Bruna, que preferiu não se identificar, disse que a jovem tinha conversado com uma pastora da igreja que frequentava e parecia “estar se despedindo”.

“Sexta-feira (21) ela fez o aniversário da filha, fez um culto de ação de graças. Eu conversei com a pastora, que é amiga dela e disse que ‘parecia que ela estava se despedindo’. Ela comentou: ‘pastora, eu sonhei que eu tinha tomado um tiro’, disse o tio de Bruna.

Fonte: G1 e BlastingNews