Padre expõe feto abortado em altar da igreja para pregar contra o aborto

Padre norte-americano Frank Pavone é líder do grupo “Sacerdotes Pela Vida”, que luta pelo fim do aborto. Por causa da eleição presidencial, ele tomou uma atitude radical. Fez uma transmissão pelo Facebook, num longo sermão sobre o dever moral das pessoas religiosas se posicionarem ao lado da vida e defenderem os valores que ele considera bíblicos.

O vídeo já passou de 300 mil visualizações e está causando um grande debate, enquanto existe uma campanha para retirá-lo do ar. No vídeo chocante, o padre explica que o feto foi entregue a ele por um médico e que posteriormente, a criança seria enterrada.

Logo após justificar a necessidade de usar um bebê abortado como ilustração, o padre faz um sermão baseado em Deuteronômio 30:19 “tenho proposto a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe pois a vida, para que vivas”. Ele pediu que os cristãos escolhessem a vida. Também fez um apanhado dos relatos bíblicos sobre os reis justos e ímpios descritos no Antigo Testamento e como alguns deles permitiam o sacrifício de crianças.

A posição pró Donald Trump do padre fica evidente, pois este seria contrário ao aborto e as novas leis aprovadas pelo governo Obama que incluem o uso de dinheiro público para esse procedimento, tratado como questão de saúde. Pavone também sugeriu o envolvimento da candidata Hillary Clinton com grupos que defendem a prática na ONU. Através da Fundação Clinton, ela e o esposo apoiam o casamento gay e o aborto como direitos universais.

O texto que acompanha o material publicado pelo líder católico na rede social diz: “temos que decidir se vamos permitir que o assassinato infantil continue na América ou não. Hillary Clinton e a plataforma Democrática dizem que sim e a matança de crianças continuará (e você paga por ela). Donald Trump e a plataforma republicana dizem que não, e que a criança deve ser protegida.”

https://youtu.be/9x44D1xvUwA

(Gospel Prime)