PF conclui este mês inquérito que investiga o pastor Marco Feliciano

Está perto o desfecho de uma das mais intrigantes denúncias de 2016. A Polícia Federal deve concluir até dia 30 de novembro o inquérito, aberto pelo STF, que investiga o deputado federal Pastor Feliciano (PSC-SP).

Ele é acusado pela jornalista Patrícia Lélis, ex-militante do PSC, de agressão e tentativa de estupro dentro do apartamento funcional. Até agora, com dados conflitantes de alvo e acusadora. A PF já avançou nas diligências e ouve testemunhas de ambos. Mas já tem indícios sobre quem mente.

Sinais

A PF também já lançou mão da tecnologia de rastreamento de sinais de celulares de Feliciano e Patrícia, para conferir se eles se encontraram, como alega a jovem.

( O Dia)