Tocantinense está desaparecido ao tentar atravessar ilegalmente para Estados Unidos

O araguainense Lucilei Carita dos Reis, de 35 anos, e mais 18 brasileiros que tentavam entrar ilegalmente nos Estados Unidos estão sendo procurados pelo Ministério das Relações Exteriores por estarem desaparecidos desde o último dia 6 de novembro. De acordo com o Itamaraty, parentes das pessoas entraram em contato com a embaixada do Brasil em Nassau, nas Bahamas, para comunicar que o grupo estaria desaparecido, quando teriam
entrado em um barco rumo a Miami, nos EUA.

Neia Carvalho, que tem uma filha com Reis e sempre mantinha contato com ele, disse que ele saiu de Palmas no dia 21 de outubro. Segundo ela, o ex-marido pegou um avião no aeroporto da capital e foi até São Paulo. De lá, seguiu para Bahamas e chegou no dia 26 onde permaneceu numa casa com a atual esposa Regiane dos Santos Viana e outros brasileiros aguardando a travessia.

Das Bahamas, o tocantinense mandava fotos perto de navios e da casa, onde ele estava para Neia. No dia 5, ele entrou em contato e disse que tinha chegado o dia de viajar. “Ele disse que ficaria até três dias sem dar notícias porque era o tempo de fazer a travessia”, contou a ex-mulher ao portal G1 Tocantins.

Três dias se passaram e Reis não entrou mais em contato. Desde então, a família procura por ele. No dia 25 de novembro, Neia e o pai de Lucirlei foram até a sede da Polícia Federal em Araguaína e registraram um boletim de ocorrência.

O ministério informou que está em contato com as autoridades das Bahamas e dos EUA para reforçar as buscas. Ainda segundo o Itamaraty, todas as informações com as quais as autoridades brasileiras trabalham até agora foram fornecidas pelos parentes dos desaparecidos e, portanto, o ministério não tem confirmação de que são mesmo 19
pessoas, nem se o grupo embarcou, está perdido no mar ou em terra, ou preso nos EUA. Com informações g1/tocantins.

Etiquetas
Comentários
avatar
  Subscribe  
Notify of
Botão Voltar ao topo