Palmas será a Capital da Fé no período de Carnaval e promete reunir um público de mais de 180 mil

Wédila Jácome


Palmas pelo terceiro ano será Capital da Fé durante os cinco dias do período do Carnaval.  Um evento já consolidado na cidade e que neste ano promete superar o público dos anos anteriores, atraindo mais de 180 mil pessoas à arena da Vila Olímpica.  O presidente da Agtur adiantou que para este ano, diferente das outras edições, o Capital da Fé iniciará na sexta-feira, 24, encerrando na terça-feira, 28. A Prefeitura irá trazer mais de 20 atrações gospel, atendendo ao público evangélico e católico. As atrações serão anunciadas nesta quinta-feira, 02, no Hotel Girassol Plaza, às 8 horas. Na oportunidade também será divulgada a imprensa os esquemas de segurança, trânsito, transporte e estacionamento, além da estrutura do circuito.

Com um formato diferenciado da grande maioria das cidades brasileiras, que nesse período realiza a festa tradicional do Carnaval, o Palmas Capital da Fé registrou, em sua primeira edição, um público de 90 mil pessoas, e no ano passado 144 mil pessoas se reuniram em louvor, adoração e renovação de fé, durante as quatro noites que apresentaram grandes nomes da música gospel nacional e regional.

O presidente da Agência Municipal de Turismo, Cristiano Rodrigues, ressalta que o Capital da Fé não é um evento religioso, mas artístico. “Optamos por esse formato por entendermos que faz bem a cidade. E essa é uma estratégia de turismo, pois não conseguiríamos competir com Salvador, Rio de Janeiro, que já têm um Carnaval consolidado. A intenção do prefeito Carlos Amastha é que Palmas torne um destino turístico para o segmento gospel, católico e evangélico”.

Reunião com organizadores dos congressos

E para fortalecer ainda mais o Capital da Fé, na última segunda-feira, 30, o presidente da Agtur esteve reunido com os organizadores dos congressos evangélicos e católicos que também acontecem no período do feriado de Carnaval. O encontro aconteceu na sede da Agtur, no Centro de Convenções Arnaud Rodrigues.

“Sabemos da importância de cada evento e queremos trabalhar integrado, para que as pessoas que vão ao Capital da Fé também possam ir aos congressos e vice-versa”, garantiu o Cristiano Rodrigues.

O presidente da Agtur também assegurou aos líderes religiosos que as grandes atrações nacionais só irão se apresentarem após às 22 horas, horário que já finalizaram os congressos. Essa foi a preocupação apresentada por Wallacy Pinheiro, organizador do evento, União de Mocidade das Assembleias de Deus Ciadseta Palmas (UMADEP), que neste ano vai para 16ª edição, e do pastor Cleber Porto, coordenador do Encontro da Mocidade Evangélica de Palmas (EMEP), que está no 15º ano de realização do evento e reuni mais de 5 mil jovens por noite.

“Nossa preocupação era garantir que as grandes atrações não se apresentassem antes do encerramento dos congressos. Estamos certos que nossos jovens participarão dos nossos congressos e após irão todos para o Palmas Capital da Fé”, destacou o organizador do UMADEP.