Violência: Pastor é acusado de matar esposa à facadas por motivo banal

Um pastor  da Igreja Assembleia de Deus foi preso pela Polícia Civil acusado de planejar a morte da sua esposa, Luciane Santos, de 29 anos. A mulher foi encontrada morta no dia 31 de dezembro de 2016, em Pinhalzinho, 584 km de distância de Florianópolis, Santa Catarina.

A perícia do Instituto Médico Legal (IML) revelou que Luciane foi morta com três golpes de arma branca na região do pescoço. De acordo com o delegado Ricardo Guedes da Cunha, o pastor Valdemar Santos é o principal suspeito do crime.

Investigadores trabalham com a hipótese de que a motivação do crime seja um seguro de vida de aproximadamente R$ 300 mil e mais uma quantia de R$ 12 mil, onde o beneficiário seria o suspeito. Em entrevista na tarde desta terça-feira (17), o delegado do caso afirmou que o pastor “planejou tudo e tentou repassar uma outra versão”.

Segundo a polícia, as câmeras de segurança espalhadas pela cidade foram cruciais para chegar à prisão do pastor.

Foi decretada prisão temporária de 30 dias ao pastor, porém, o delegado afirma que “não tem dúvidas da autoria do crime”.