BOMBA: Delator da “Lava Jato” acusa Ver. evangêlico Rogério Freitas de ter recebido R$ 900 Mil


Ex-deputado Junior Coimbra é citado em um dos pedidos de investigação enviados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para instâncias judiciais inferiores. O pedido foi feito com base em delação de um diretor da Odebrecht, que afirma ter feito repasse de R$ 1,2 milhões em caixa dois para integrantes do diretório regional do PMDB no Tocantins em 2014.

Na delação Mário Amaro que é ex-Diretor da empresa no Tocantins, também cita o ex-vereador Émerson Coimbra e o Ex-presidente da Câmara de Vereadores de Palmas e atual vereador Rogério Freitas; que segundo ele recebeu da Odebrecht Saneatins a quantia de R$ 900 mil reais, pago em duas vezes.

Assista:

O suposto repasse é citado na delação de Mário Amaro. Durante o depoimento, ele afirmou ter recebido ordens superiores para “dar apoio” ao partido no estado. Os pagamentos foram definidos durante reunião para buscar pessoas que pudessem apoiar a empresa no Tocantins e no Pará. Com informações parciais g1.