Em confronto com PMs dois assassinos morrem e seis são presos; confira

Duas pessoas suspeitas de envolvimento na morte do subtenente da Polícia Militar, Milton Caetano, morreram na madrugada deste domingo (2), em Palmas. Outros quatro suspeitos foram presos e dois menores apreendidos. As informações são da PM, que informou que as mortes aconteceram durante confrontos dos suspeitos com policiais. Os presos e apreendidos foram encontrados no interior do estado e levados para a capital.
As buscas começaram ainda na manhã de sábado, depois que o policial foi morto dentro de casa durante um assalto. Participaram da operação a Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal entre outros. O helicóptero do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) também foi usado nas buscas. O carro do policial, que havia sido roubado, foi encontrado próximo a um lixão em Taquaruçu na tarde do sábado.

 

Ainda não foram divulgados os nomes dos suspeitos. A PM confirmou que algumas das pessoas presas teriam ajudado a acobertar os participantes do assalto. De acordo com as informações, o carro usado no crime foi identificado pelo setor de inteligência e levou até uma família que mora em Lagoa do Tocantins, região central do estado. O pai e o filho teriam participado no crime, os dois foram trazidos para Palmas, junto com outras três pessoas da família, que teriam ajudado os dois a se esconder.
O terceiro participante direto do assalto foi encontrado em uma casa na quadra 405 Sul, de acordo com a PM, houve confronto no local e ele acabou morrendo. Na casa, foram apreendidas duas motocicletas, uma televisão e uma caixa de som.
O carro que teria sido usado no crime foi encontrado no setor União Sul. O dono do carro também teria entrado em confronto com os policiais. Ele ficou ferido e chegou a ser levado para Unidade de Pronto Atendimento da região norte, mas não resistiu e morreu.
No final da manhã mais uma pessoa foi presa em Santa Teresa do Tocantins, na região central do estado, mas ainda não foi informado qual a relação desta pessoa com o crime.
Durante a manhã, um cortejo levou o corpo do subtenete para o Aeroporto de Palmas. A cerimônia começou por volta de 8h30, no Quartel de Comando Geral da Polícia Militar. O subtenente vai ser enterrado em Pernambuco, onde a família mora. Com informações g1.