Caravana da Juventude leva debate sobre protagonismo juvenil, sexo na adolescência e combate às drogas

Ações são desenvolvidas nos municípios do Tocantins e buscam ouvir propostas para a consolidação de uma política para as crianças e adolescentes. Foto: Luciano Ribeiro

Com o propósito de debater temas atuais e pertinentes ao universo juvenil, a Caravana da Juventude vem levando aos municípios do Estado uma série de ações que visam estabelecer um canal de diálogo e uma aproximação dos jovens com o Poder Público estadual. “A Caravana da Juventude é uma necessidade do Governo e também dos gestores municipais. Nós precisamos levar os benefícios para o cidadão que está na ponta, ouvir seus anseios, suas angústias e propostas para a consolidação de uma política forte voltada para as crianças e os adolescentes tocantinenses”, disse o superintendente de Juventude da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), Ricardo Ribeirinha, idealizador do projeto.

A ação já ocorreu nos municípios de Rio da Conceição, Aparecida do Rio Negro, Novo Acordo, e, mais recentemente, nesta quarta-feira, 7, em Lagoa da Confusão. “Qualquer prefeito que queira solicitar a Caravana da Juventude no seu município pode procurar a gente na Superintendência da Juventude. Quero deixar claro que nessas ações não estamos focados somente no jovem que está na escola, queremos atender, ouvir e levar conhecimento também para os jovens que estão em situação de abandono ou perdidos no mundo das drogas, dentro da prostituição e que não possuem uma oportunidade de estudo, trabalho ou de futuro”, pontuou Ricardo Ribeirinha.

A estudante Talita Pires afirmou que a palestra a fez enxergar que sempre há saídas para os problemas e que eles não devem ser causa de culpas ou aflições. Foto: Luciano Ribeiro

A Caravana da Juventude leva para os jovens, palestras, debates, mesas redondas de conversas, orientações e distribuição de materiais educativos e preventivos. “Visamos ampliar o máximo possível esse atendimento ao jovem. Então, a caravana é composta por uma equipe multidisciplinar composta por psicólogo, enfermeira, secretários de Estado, entre outros. Durante a ação são distribuídas camisinhas, cartilhas, realizamos orientações e tiramos dúvidas dos jovens sobre questionamentos a respeito dos problemas que as drogas podem causar na vida deles e em relação aos perigos das DSTs [Doenças Sexualmente Transmissíveis] e da gravidez na adolescência, que é uma triste realidade de muitas jovens, principalmente no interior do Tocantins”, observou o superintendente de Juventude.

Além dos debates, ações também são concretizadas. De acordo com Ricardo Ribeirinha, a equipe da Caravana realiza um diagnóstico local, e em cima desses dados e informações o Governo busca promover políticas públicas focando nas principais necessidades que foram identificadas com os jovens de cada município. “Em Lagoa da Confusão, por exemplo, nós identificamos que há uma aldeia indígena que está registrando altíssimos índices de suicídios entre os seus jovens, um dos maiores do país. A partir dessa informação, vamos mapear quais áreas do Governo podem oferecer ajuda e atenção para mudar essa realidade. Vamos levar a Caravana da Juventude para dentro dessa aldeia e conversar com esses jovens, identificar a causa desse problema e mostrar que eles não estão sozinhos”, garantiu.

Protagonismo Juvenil

O estudante do 3º ano do ensino médio do Colégio Estadual Lagoa da Confusão, Eduardo Sausen, avaliou a Caravana da Juventude como uma ação de fomento ao protagonismo juvenil. “Achei a proposta desse projeto importante porque o jovem tem que reconhecer o seu lugar e os direitos que ele tem, seja na Educação ou em outras áreas e, embora a gente pense que não temos oportunidades, a palestra mostrou que existem sim essas oportunidades. Eles citaram, por exemplo, projetos que talvez muitos nem saibam, mas que abrem muitas portas para nós”, contou.

A jovem estudante Talita Pires é aluna do 1º ano do Colégio Estadual Lagoa da Confusão e afirmou que a palestra a fez enxergar que sempre há saídas para os problemas e que eles não devem ser causa de culpas ou aflições. “Acontece que a gente muitas vezes não tem uma pessoa para se espelhar. E, depois do relato que ouvi na palestra, vi que existem situações de vida que são piores do que a minha. Minha história nunca foi fácil e até hoje não é, então eu tento a cada dia que lutar, mas muitas vezes eu chego em casa e vejo que eu não estou dando o melhor de mim. Hoje, eu aprendi que quando chegar em casa vou tentar ser melhor, tentar enxergar as coisas de outra forma”, prometeu.

A professora de História do Colégio Estadual Lagoa da Confusão, Benta Lopes Morais, narrou, durante o evento, a sua história de vida e contou aos jovens como fez para vencer mesmo diante de muitas dificuldades. “Eu passei nove anos morando na Ilha do Bananal sem pisar os pés em uma cidade. Depois que meu pai morreu, ficou apenas sob a responsabilidade da minha mãe criar nove filhos. Mesmo diante de todas as dificuldades, ela nunca deixou faltar a nossa comida e fez de tudo para garantir o estudo dos filhos que queriam estudar e ter um futuro. E vocês sabem que naquela época era bem mais difícil do que hoje em dia. Por isso, eu me considero uma vencedora, sou formada, exerço a profissão de professora que sempre foi o meu sonho. Acho essa Caravana muito importante, porque ela está aqui para ajudar vocês a se tornarem protagonistas das suas próprias histórias, superar os desafios e a manter o sonho vivo de um futuro melhor”, disse.

Lagoa da Confusão

Em Lagoa da Confusão, o prefeito do município, Nelson Alves Moreira, exaltou a realização do evento e analisou o perfil do jovem lagoense como cidadãos que querem participar da sociedade, que são bem informados e estão sempre há procura de melhor conhecimento. “A Caravana da Juventude é muito importante pois traz para o debate assuntos e temas de interesse da juventude. Essa é uma ação exemplar do Governo que nos faz enxergar que o governador também está preocupado com a nossa juventude. Nós entendemos que os jovens realmente precisam de apoio pois eles são a base do nosso País”, destacou.

Diretor de um projeto voluntário voltado para atender os jovens em situação de vulnerabilidade social no município de Lagoa da Confusão, José Carlos Gonçalves da Silva, também esteve presente ao evento. “O projeto voluntário Mão Amiga irá iniciar suas atividades em agosto e vem de encontro a tudo o que foi falado aqui na Caravana da Juventude. O Mão Amiga é um projeto direcionado para as crianças e adolescentes que sofrem com problemas sociais, com a família, o abandono ou enfrentam problemas com a prostituição ou os vícios como as bebidas e as drogas. Vamos implantar esse projeto na cidade para acolher essa juventude. Os jovens vão ter um ambiente com oficinas de trabalho, cursos, esporte, música, cultura, além de ações voltadas para a sua inserção no mercado de trabalho”, explicou.

A titular da Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), Gleyde Braga, esteve presente no evento que ocorreu no município de Lagoa da Confusão e debateu com membros da comunidade lagoense quais são as medidas mais eficazes para promoção dos direitos humanos e para afastar os jovens do mundo das drogas. “Foi um evento bastante produtivo no qual tivemos a oportunidade de discutir com os jovens e a sociedade como um todo as medidas que o Governo precisa fortalecer para evitar que a nossa juventude caia em tentação e se previna dos perigos a que são expostos no dia a dia. Por meio desse debate, levamos muitas ideias para a nossa pasta”, concluiu.

Legalidade

O superintendente de Juventude Ricardo Ribeirinha, destacou que a proposta da Caravana da Juventude está prevista legalmente por meio da Lei Federal 12.852/2013, que fortalece o Estatuto da Juventude e fala sobre os direitos dos jovens. “Por determinação do governador Marcelo Miranda e da primeira-dama e deputada federal, Dulce Miranda, essa legislação está sendo cumprida e, com isso, nós estamos levando mais informação, conhecimento e serviços para os jovens do nosso Estado”, finalizou.

A próxima edição da Caravana da Juventude está prevista para acontecer no mês de agosto na região do Bico do Papagaio, no extremo norte do Estado. Já em setembro, a ação deve contemplar os municípios da região sudeste.(Ascom)

Etiquetas
Comentários
avatar
  Subscribe  
Notify of
Botão Voltar ao topo