Bispo da Igreja Universal realiza culto para menores infratores em Palmas

O Estatuto da Criança e do Adolescente (Eca) diz que as unidades de atendimento socioeducativo têm o dever de oferecer respeito, dignidade e garantir direitos aos adolescentes em conflito com a lei, como segurança, saúde, a preservação dos vínculos familiares, o acesso à escola, a profissionalização, lazer e a cultura. Além disso, as unidades devem proporcionar a assistência religiosa àqueles que desejarem, de acordo com suas crenças.

Portanto, para auxiliar o desenvolvimento da espiritualidade dos adolescentes, o Centro de Atendimento Socioeducativo de Palmas (Case), ligado à Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), recebeu reformas na capela da unidade.

O objetivo da reforma é fazer com que os socioeducandos tenham um espaço exclusivo para realizar preces e participar de cultos, independentemente de sua denominação religiosa. Após a revitalização completada nesta terça-feira, 18, a capela recebeu os adolescentes da unidade com um momento de adoração da Igreja Universal do Reino de Deus, uma das entidades religiosas parceiras do Case.

Edson Gaspar, bispo da Igreja Universal, agradeceu pelo acolhimento no Case e frisou a importância da promoção da fé na vida dos adolescentes. “Muitos desses jovens não tiveram oportunidades, foram até abandonados pelas suas famílias e acabaram aqui dentro. A capela vai ajudar no desenvolver de uma fé. A fé liberta. Traz paz pro coração e os projeta para o futuro. Os fazem olhar para frente e ver que são capazes”, destacou.

Eduardo Tavares Fontoura de Almeida, coordenador do Case, considera os trabalhos de revitalização da capela muito importantes para a unidade. “Temos a necessidade de oferecer o desenvolvimento da espiritualidade para os socioeducandos”, afirmou. Ele também ressaltou que a reforma da capela já trouxe mais paz para a unidade.

Para um dos adolescentes que cumprem medidas no Case, a capela revitalizada é um melhor espaço para reflexão. “É uma coisa muito boa para nós. Com apoio espiritual, percebemos qual o melhor caminho a ser seguido. Antes da reforma, a gente tinha nossos momentos de fé dentro dos alojamentos. Ficou muito melhor com a capela, temos mais liberdade”, ressaltou.

Outras religiões

A diretora de Proteção da Criança e do Adolescente, Naysângela Tenório, destacou que as unidades no Estado do Tocantins prezam pela diversidade religiosa, por isso, as denominações religiosas interessadas em realizar momentos de devoção no Case, ou em qualquer unidade de atendimento socioeducativo no Estado, devem entrar em contato com a Gerência do Sistema Socioeducativo, por meio do número (63) 3218-6714, ou pessoalmente, pelo endereço: Secretaria da Cidadania e Justiça,
Esplanada das Secretarias de Governo,
Praça dos Girassóis.