Retorno de Perlla ao funk deixa gays enfurecidos

O já anunciado retorno de Perlla ao funk, depois de anos dedicada à carreira como cantora gospel, tem sido motivo de discórdia na comunidade gay. Ainda mais depois que ela marcou como palco da volta uma boate destinada ao público GLS, no Centro do Rio, no próximo sábado.

São vários os ataques à dona do hit “Tremendo vacilão” na página da casa noturna no Facebook. A enxurrada de críticas fez também com que a artista trancasse sua nova conta no Instagram — a antiga foi desativada. “Dando dinheiro para ela, com toda certeza ela vai falar que mudou, até ela sugar os seus últimos centavos, quando você não tiver mais o que oferecer, ela volta a criticar nosso modo de vida”, escreveu um das dezenas de seguidores que protestavam contra a cantora.

A revolta tem um motivo. Depois de se converter, Perlla começou a renegar completamente sua fase funkeira. Uma postagem de 2013 da cantora voltou à tona no meio da polêmica. Nela, ela aparece beijando o marido, declarando publicamente seu apoio ao deputado federal Marco Feliciano com a seguinte legenda: “Me representa”. (Extra)

Etiquetas
Comentários
avatar
4 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
4 Comment authors
AndréFrancisco C. De Souza JúniorJeu GomesTom Valadares Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Tom Valadares
Visitante
Tom Valadares

E uma sem noção quer brincar coisa séria vai se da mal.

Jeu Gomes
Visitante
Jeu Gomes

Quem brinca com fogo. Sempre sai queimado

Francisco C. De Souza Júnior
Visitante
Francisco C. De Souza Júnior

De duas uma ou vocês estão mentindo ou ela pois a própria Perlla postou um vídeo afirmando que a notícia de que ela voltaria para o funk era falsa, ou seja, acho que sites que se dizem cristãos deveriam apurar a verdade com mais firmeza e se ela voltar pro funk mesmo Deus vai tratar com ela.

André
Visitante
André

Não acredito que esse site seja de cristãos. Tem muita notícia sensacionalista

Botão Voltar ao topo