Ex-bruxa diz, “Eu vi Lúcifer dentro da Igreja Cristã”

Em um domingo de 2013 foi a primeira vez que Beth Eckert, seu marido e seus filhos foram a uma igreja e romperam seus antigos pactos com a bruxaria. Impactados pelo amor de Deus, eles continuaram frequentando aquela congregação domingo após domingo.

“Nós começamos a nos envolver intensamente, fomos batizados, nos tornamos membros, me tornei muito ativa em todas as áreas da igreja”, disse ela em seu canal no YouTube.

Três anos depois de iniciar sua caminhada com Cristo, no entanto, sua experiência com a igreja mudou drasticamente. “Eu deixei de ser a pessoa feliz e divertida que todo mundo conhecia. A dor que eu tinha escondido transbordou para fora, mas ninguém queria se envolver com isso”.

“Eu comecei a ser vista como incapaz de participar de algumas coisas que eu era envolvida. Os líderes começaram a me tratar de uma maneira terrível e eu comecei a viver uma experiência horrível de culto, porque aquilo estava virando um pesadelo para mim”, conta Beth.

“Quando o grupo de louvor começava a tocar, eu me sentia fraca, eu não conseguia me concentrar, me sentia chateada. Eu estava sendo atacada. Eu senti que algo estava errado, mas eu não tinha ideia do que era”, continua.

Beth sentia a mesma opressão domingo após domingo, até descobrir que a liderança de sua igreja tinha ligações com a bruxaria. “Eu não conseguia entender, isso não fazia sentido para mim. É uma igreja que as pessoas conhecem, o pastor tem influência e as pessoas o amam. Ele lidera um grupo satânico em sua igreja, mas sua congregação não sabe, porque o satanismo trabalha no oculto”.

Beth e seu marido decidiram deixar aquela igreja e começaram uma nova caminhada em outra congregação. No entanto, certo dia seu filho voltou do culto infantil muito perturbado. “Eu achei que ele estivesse endemoniado, porque ele estava fora de si. Comecei a orar para ter discernimento e o Espírito Santo começou a me revelar sobre um deus hindu do yoga. Aquela igreja também era uma escola, e descobri que na mesma sala onde eles tinham o culto infantil, aconteciam aulas de meditação”.

Outras experiências

Em outro momento, Beth foi até uma conferência profética e se sentiu incomodada quando notou as figuras que um adorador estava desenhando em uma tela durante a adoração. “Aquela pintura me perturbou. Eu vi figuras que representavam portais e viagens astrais. Isso realmente me incomodou, mas a igreja parecia ser ótima”, conta.

Sua amiga também ficou incomodada com o que viu e na mesma noite teve um sonho. “Deus mostrou que havia bruxas naquela igreja e que o inferno estava na realização daquela conferência através de rituais”, afirma Beth.

Em outra conferência realizada em uma igreja bem estruturada, que contava com preletores famosos, um tipo de adoração classificada por Beth como “hipnótica” também chamou sua atenção. Poucos minutos depois, o grupo de louvor começou a tocar uma música popular da Disney — que, coincidentemente, Beth usava em seus programas quando estava envolvida com o ocultismo.

“Fiquei muito chateada. Eu não conseguia entender porque uma igreja cristã que deveria estar adorando a Jesus estava escutando uma música da Disney”, observa.

Nesta conferência, ela estava no segundo andar e notou um grupo de pessoas que estava agindo de forma estranha em meio à multidão. “Eles estavam de mãos dadas, orando, alguns estavam caindo, tremendo, e meu discernimento me dizia que eles estavam fazendo bruxaria através de uma falsa manifestação do Espírito Santo”, relata.

Beth alerta que nos Estados Unidos, onde ela reside, há um movimento onde pessoas estão fazendo bruxaria e rituais astrais, mas a maioria não sabe o que está acontecendo. No entanto, ela acredita que Deus, através de Jesus Cristo, tem redenção para os pecados da Igreja.

“Você pode estar praticando bruxaria e outras coisas terríveis, mas aos olhos de Deus, Ele irá resgatar tudo. Ele já te perdoou. Se você tem um coração humilde e contrito diante Dele, Ele irá limpar todos os seus caminhos”, destaca. Com informações Guiame.

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker