Share on Pinterest

O caso Samuel Mariano que abalou o mundo gospel, acaba de ganhar um novo capítulo. Começou a circular em grupos de Whatsapp através de uma fábrica de boatos, que vem espalhando diversas imagens atribuídas ao cantor, várias fotos de uma mulher apontada como a pessoa que teria recebido as fotos [ou suposta chamada de vídeo] e teria vazado na web.

As fotos da mulher começaram a se espalhar e ela começou a receber várias ameaças e duras críticas, por supostamente ter vazado as imagens.

A mulher foi identificada como sendo uma pregadora [missionária] da região de Brasília. Depois de ver seu rosto se espalhando como a pessoa por trás de tudo isso, a missionária decidiu gravar um vídeo e explicar que é tão vítima quanto o pastor Samuel Mariano em toda essa história.

No vídeo, ela conta que jamais tocaria no ungido do senhor e pede que esse vídeo seja divulgado, para que seja colocado um fim nessa acusação.

Share on Pinterest
Comentários