Nenhum acidente grave foi registrado no feriado de Carnaval em Palmas

Segundo a Superintendência de Trânsito, durante o feriadão de Carnaval, assim como no ano anterior, não foi registrado dentro do perímetro de Palmas nenhum acidente grave e fatal. Blitze educativas foram realizadas pela força de segurança antes do feriado e blitze repressivas durante o Carnaval. As blitze da Operação Lei Seca contou com agentes de trânsito, em parceria com a Guarda Metropolitana de Palmas, Polícia Militar e agentes do Detran-TO.

Enquanto muitas cidades brasileiras promovem o tradicional Carnaval, regado a bebida alcoólica, a Prefeitura de Palmas investiu no Capital da Fé. Para a gerente de Fiscalização de Trânsito da Secretaria de Segurança e Mobilidade Urbana, Glauce Kelly de Souza, esse fato aliado à atuação das forças de segurança em blitze educativas antes e repressivas durante o feriado, uma vez que mesmo sem o tradicional Carnaval, houve festa em vários pontos da cidade, foi possível frear a imprudência no trânsito.

“Fizemos uma trabalho antes do feriado de conscientização em várias regiões da cidade, e durante o feriado de sábado, 10, até a madrugada desta quinta-feira, 15, foi realizada a Operação Lei Seca. Também realizamos ações educativas em bares e praias, onde a concentração de pessoas que ingerem bebida alcoólica é maior”, enfatiza.

Balanço Lei Seca

Sesmu divulga balanço da Operação integrada da Lei Seca realizada no feriado. Nas cinco noites foram abordados 583 veículos e registradas 20 remoções. Também foram realizados 235 testes de alcoolemia, sendo seis testes positivos, quatro recusas e três condutores foram enquadrados em crime de trânsito.

Segundo as diretrizes do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o motorista flagrado com níveis superior a 0,34 dg/L por ar expelido no teste do bafômetro, deverá ser autuado por ato de infração e, como conseqüência, responderá por crime de trânsito.