Share on Pinterest

Tudo começou em 6 de março de 1942, quando a irmã Albertina Bezerra Barreto, membro da Igreja Assembleia de Deus em Recife (PE), convidou algumas irmãs da sua congregação, no bairro Casa Amarela, para a ajudarem em oração em favor da sua filha Zuleide, que estava enferma.

073b ALBERTINA BEZERRA BARRETO150Pois segundo os médicos, a menina não passaria dos oito anos. Ela não andava e não falava. Foi então que sete mulheres passaram a ajudar a irmã Albertina em oração. Durante essa campanha, houve uma profecia sobre a enfermidade de Zuleide. “Essa enfermidade não é para a morte, mas para glória do meu nome. Fui eu quem gerou essa criança para que, por meio dela, fosse aberto esse trabalho”. E para glória de Deus, ela cresceu, andou e viveu 49 anos.

O nome “Círculo de Oração” foi dado depois pela própria irmã Albertina, que se inspirou num folheto que dizia que a oração é como um círculo nos céus. “Quando estávamos orando, lembrei-me da mensagem e disse: – Vamos circular os céus com as nossas orações”.

As reuniões de oração sob a direção de mulheres nas Assembleias de Deus ocorreram provavelmente desde o dia 2 de junho de 1911, em Belém (PA), quando as cristãs batistas Celina Albuquerque e Maria de Nazaré, se reuniram na casa da irmã Celina, após estarem convictas da promessa bíblica do batismo no Espírito Santo, conforme foi pregado pelos missionários Daniel Berg e Gunnar Vingren. Desde então as reuniões de oração não cessaram. Porém, o nome “Círculo de Oração” e o formato que conhecemos surgiu em Recife, com a irmã Albertina.

Com informações Mulher Cristã

Share on Pinterest
Comentários