Após cassação de Marcelo, polícia flagra servidores emitindo títulos de terras depois de expediente

O governo do Tocantins foi procurado, mas ainda não se posicionou sobre o caso.

Uma denúncia anônima feita na noite desta quinta-feira (22) levou os agentes da Polícia Civil até o Instituto de Terras do Tocantins (Intertins) fora do horário de expediente. No local, os policiais da Delegacia de Repressão a Crimes de Maior Potencial Contra a Administração Pública (Dracma) encontraram diversos servidores trabalhando, inclusive o presidente Júlio Cesar Machado, e supostamente emitindo títulos de terras ilegalmente.

O governo do Tocantins foi procurado, mas ainda não se posicionou sobre o caso.

A denúncia chegou por volta das 20h e o flagrante foi feito no mesmo dia em que o governador Marcelo Miranda (MDB) foi cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Segundo a Dracma, a suspeita é de possível fraude processual por meio da confecção de escritura de terras sem o devido processo.

No Instituto foram encontrados diversos processos de regularização fundiária espalhados em mesas, cadeiras, em diversas salas do órgão estadual. Cópias das escrituras recém-confeccionadas e documentos que estavam sendo feitos foram apreendidos pela polícia.

Os agentes também fizeram um levantamento dos processos que ainda seriam analisados. Segundo a polícia, o intuito é verificar possíveis fraudes em relação ao trâmite necessário e se o fluxo processual dos últimos dias foi acima da média.

Ainda segundo a polícia, o presidente do Intertins colaborou com as investigações e se colocou à disposição para quaisquer esclarecimentos.

“A Polícia Civil reforça seu compromisso com o combate à corrupção e com a manutenção da moralidade administrativa e estará vigilante para que esse momento delicado do poder executivo estadual não seja utilizado para o cometimento de crimes contra a administração pública”, comentou o delegado Guilherme Rocha Martins.

Com informações G1

Etiquetas
Comentários
avatar
  Subscribe  
Notify of
Botão Voltar ao topo