Ex-prefeito de Araguaína deve ficar preso no regime semiaberto por seis anos; confira

O ex-prefeito de Araguaína, Félix Valuar de Sousa Barros, foi condenado pelo Tribunal de Justiça do Tocantins por contratar shows de carnaval sem licitação. Os contratos foram feitos em 2009 e 2012 e custaram R$ 347 mil ao todo.

Pela sentença, Barros deve ficar preso no regime semiaberto por seis anos e pagar multa. Ainda cabe recurso a esta decisão e ele pode responder ao processo em liberdade. Os empresários que ficaram responsáveis pelas atrações dos eventos também foram condenados.

A Justiça entendeu que os atos foram contra o que é determinado pela Lei de Licitações. Os três conseguiram ser absolvidos na primeira instância, mas o Ministério Público Estadual recorreu e conseguiu a condenação.

O ex-prefeito disse que os contratos em questão passaram por várias secretarias e tiveram parecer jurídico. Ele afirma que se houve erro, o caso é de responsabilidade das secretarias e que sempre prezou pela seriedade e pela transparência. Ele disse ainda que vai recorrer. Com informações g1/tocantins.