VÍDEO: Milhares de pessoas clamam por Bolsonaro nas ruas de Curitiba

O deputado federal e pré-candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL-RJ) chegou nesta quarta-feira (28) a Curitiba, recepcionado por uma multidão de apoiadores. Entre eles, duas figuras da política paranaense: o deputado federal Fernando Francischini (PSL) e seu filho, Felipe (SD), parlamentar da Assembleia Legislativa do Paraná.

Depois do desembarque no Aeroporto Afonso Pena, tanto Bolsonaro quanto Francischini, o pai, falaram aos apoiadores em um carro de som.

 

A mobilização dos militantes pró-Bolsonaro no Paraná foi organizada pelos Francischini. No Facebook, ambos fizeram um evento convocando os simpatizantes do pré-candidato para irem até o aeroporto dar as boas-vindas. Na espera pela chegada do pré-candidato, assessores dos deputados paranaenses – vestidos com coletes verde e amarelos, com os nomes Bolsonaro e Francischini bordados nas costas – orientavam os manifestantes e puxavam o coro da multidão.

A companhia dos Francischini à comitiva de Bolsonaro continua ao longo do dia. Na tarde desta quarta, o deputado participa de eventos do PSL e, depois, segue para Ponta Grossa, nos Campos Gerais. Amanhã, a programação continua com um almoço no restaurante Madalosso, em Santa Felicidade, com ingressos a R$ 45. Tudo organizado pelos paranaenses.

“Aproximação pelas ideias”

Não é de hoje, entretanto, que os Francischini assumiram a comissão de frente do apoio a Bolsonaro no Paraná. Nas páginas de ambos nas redes sociais, o que não falta são posts relacionados ao pré-candidato (veja abaixo). No evento de hoje, Felipe Francischini explicou à Gazeta do Povoos motivos para uma relação tão próxima. “Sempre tivemos uma plataforma de direita, que está muito de acordo com o que o Bolsonaro defende”, esclareceu.

Entre os princípios que aproximam os três, Felipe cita criminalizar o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e permitir o porte de armas entre os cidadãos. “É uma aproximação natural, pelas ideias”, afirmou o deputado estadual.

De fato, as ideias citadas por Francischini apareceram não só no discurso que Jair Bolsonaro fez hoje na cidade, mas, ainda, na fala de seu filho, Eduardo, que também é deputado. Ambos defenderam, por exemplo, que a Polícia Militar (PM) “atire para matar”, e que todos possam ter acesso a armas de fogo.

Para o deputado estadual Felipe Francischini, são ideais que transcendem a figura de qualquer político. “É uma aliança forte pelas ideias, e não centrada em Bolsonaro por ele mesmo”, disse.

Com informações tribunapr.