Lulistas vão para a frente da Rede Globo reclamar da ‘mídia má’

Cerca de 300 pessoas foram hoje até a sede da Rede Globo, na zona sul de São Paulo, culpar o “golpe político-midiático” pela “prisão política” de Lula.

No ato, organizado pela turminha de Guilherme Boulos, os manifestantes fecharam as duas faixas da direita da marginal Pinheiros e cultuaram a personalidade do presidiário de Curitiba (“Lula não se prende, Lula é a gente”).

Segundo a Folha, uma das manifestantes transmitiu o protesto no Facebook, com narração em inglês para os “amigos de fora”. Ela queria mostrar como a polícia dava uma hora para depois “unleash hell” (tocar o terror).

Outro quis empurrar um dos portões de acesso à Globo para invadir o prédio, mas foi desestimulado pelos líderes do protesto.

A polícia não tocou o terror, e o ato terminou às 19h30, com a multidão de 300 se dispersando. Com informações oantagonista.

Etiquetas
Comentários
avatar
  Subscribe  
Notify of
Botão Voltar ao topo