Maio Amarelo: Crianças participam de atividade educativa sobre normas do trânsito

Wédila Jácome

Na manhã desta segunda-feira, 21, a equipe da Educação para o Trânsito, da Secretaria de Segurança e Mobilidade Urbana (Sesmu) esteve na Escola Adventista de Palmas, levando a minicidade, com ações de orientação e ensinamentos de como se comportar no trânsito, tanto na condição de pedestre quanto de condutor.

O projeto minicidade dispõe de recursos que simulam situações rotineiras no trânsito, como a apresentação da faixa de pedestres, placas de trânsito, sinalização horizontal, semáforos, cones e muitas outras ferramentas que ajudam a fazer um trânsito mais humanizado e seguro para todos. A aplicação do tema é realizada de forma lúdica, através de brincadeiras.

A pequena Beatriz Jácome Souza, de 5 anos, foi uma das crianças que aprenderam sobre as noções de trânsito durante a atividade educativa na escola. “Foi muito bom a gente aprender sobre o trânsito. Porque quando o sinal vermelho tocar, não devemos passar, temos que esperar o sinal verde tocar para todos passar com segurança”, alertou.

Para diretor da Escola Adventista, Fabrício Castro Araújo, as crianças são multiplicadoras. “Precisamos passar os conhecimentos de respeito, solidariedade e a conscientização a respeito das normas e condutas no trânsito. E nós como cidadãos devemos seguir um leque de normas para o trânsito seguro.  É importante ensinarmos as crianças, que são multiplicadoras de conhecimentos, e desse modo estamos contribuindo para o seu desenvolvimento e o respeito como pedestre e futuros condutores no trânsito”, frisou.

Segundo o agente de Trânsito, Jocimar Pereira as ações levam ensinamentos de fundamental importância. “O nosso intuito é de ensinamos as crianças como se portarem nas ruas como pedestres. Além dos conhecimentos de como atravessar a rua na faixa de pedestre, fazer sinal e identificar a sinalização. Isso ajuda muito no desenvolvimento”.

A atividade educativa faz parte das ações do Movimento Maio Amarelo, que ao longo deste mês vem desenvolvendo ações para chamar atenção de todos sobre os acidentes e mortes no trânsito.

(Edição e postagem: Lorena Karlla)