Vicentinho e Kátia ganham espaço entre lideranças evangélicas, Amastha perde

A campanha do senador Vicentinho Alves vem ganhando nomes de peso do segmento evangélico, logo após lança seu nome o candidato começou a garimpa grandes lideranças evangélicas no estado do Tocantins, ainda no mês de abril o parlamentar fechou com o ex-vereador de Palmas, pastor João Campos para assumir a coordenação evangélica do senador Vicentinho Alves ao Governo do Tocantins nas eleições suplementares que ocorrerá no 03 de junho.
Na época o pastor João Campos, disse que senador Vicentinho Alves é um candidato preparado para Governar o Estado e ambos possuem convergências de ideias e histórias: “Estamos firmes nesse propósito e vamos apoiar o Vicentinho para Governador”.
No final do mês de abril dia 27, foi a vez da campanha do senador Vicentinho ganhar mais um importante reforço do segmento evangélico e do MDB da Capital, estou falando do Pastor Antônio Xavier dos Santos Vale, presidente da Assembleia de Deus Ciadseta Palmas Centro, cuja liderança alcança quase 40 igrejas apenas na capital do Tocantins. Outro importante líder evangélico que declarou apoio a Vicentinho foi o presidente do MDB, Lásaro Quirino, também pastor da Assembleia de Deus Ciadseta e ex-vice-presidente da JUCETINS, no Governo de Marcelo Miranda.
E no dia último dia 10, senador esteve reunido com lideranças evangélicas do campo Nação Madureira, que é presidido pelo pastor Amarildo Martins.
Na reunião em Palmas, Vicentinho Alves agradeceu o apoio maciço dos líderes evangélicos e assumiu o compromisso de se posicionar como um político de formação cristã, como alega sempre ter feito. “Onde a Igreja está presente, eu vejo o império da ordem, e isso é muito bom para o desenvolvimento da sociedade”, afirmou o candidato a governador.

Kátia Abreu

Outra candidata que vem buscando apoio evangélico é a senadora Kátia Abreu, e na última semana quem decidiu apoiar publicamente a candidata foi um dos maiores lideres evangélicos do estado o ex-presidente da OMEP-TO pastor Claudemir Lopes, presidente da Convenção de Igrejas e Ministros das Assembleias de Deus em Tocantins (Coimadetins), convenção que conta com dezenas de igrejas espalhadas em todo o estado e que teve sua convenção incorporada a poucos meses atrás a CGADB maior convenção evangélica do Brasil.

Clauldemir Lopes e Pastor José Welligton Júnior presidente da CGADB

Nesta semana Kátia também recebe o apoio do vereador evangélico Rogério Freitas e todo o seu grupo político, o parlamentar é ligado à igreja de Cristo.

Amastha

O PSB na pessoa do ex-prefeito de Palmas, Carlos Amastha, desde que anunciou o seu vice candidato a governador no mandato “Tampão” o Petista Célio Moura, vem perdendo apoio dos evangélicos em todo o estado, isso por que o partido dos trabalhadores vem atravessando uma onda de denúncia de corrupção nunca antes vista na história da humanidade.
Outra justificativa foi a aliança com o partido Comunista do Brasil o PCdoB, partido declarado de esquerda e com viés contrário a família tradicional.
Até o momento nenhuma grande liderança na capital declarou apoio nas redes sociais ao ex-prefeito Carlos Amastha, e o que parece é que sua articulação política tem sido fraca neste quesito, desprezando milhares de votos de um público que outrora tinha muito respeito pela sua administração, já que o ex-prefeito implantou um grande evento chamado “Palmas Capital da Fé”.

Evangélicos no Brasil

O percentual de evangélicos vem aumentando em diversas regiões do Brasil e também no Tocantins. O último Censo do IBGE (2010) comprovou que 22,2% dos brasileiros, até então, se declararam evangélicos.

Para se ter uma ideia os evangélicos em Palmas representam mais de 70 mil pessoas.

O que é de fato, é que esse segmento na atual conjuntura pode definir as eleições ao Governo do Tocantins. Por exemplo: Juntas, duas instituições, a Assembleia de Deus Madureira e Ciadseta possuem quase 100 mil evangélicos no Estado.