Amastha desiste da disputa ao governo e pede perdão

Um dia após realizar sua convenção partidária, o ex-prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PSB) desistiu de disputar o cargo de governador do Tocantins nas eleições 2018. A informação foi confirmada por sua assessoria de imprensa, na tarde desta segunda-feira, 6, pela assessoria do candidato.

Em vídeo que está ainda em edição, o ex-candidato conta seus motivos e arma que “nunca fez nada que prejudicasse o povo de Palmas como prefeito”.

Agradecendo à família Stival e ao senador Vicentinho, sobre quem arma ter mudado de idéia, o exprefeito de Palmas justica: “com a saída do PC do B e do PTB do projeto (…) perde a essência o projeto” Procurado, o coordenador de campanha de Amastha, Adir Gentil, declarou ao T1 Notícias que estava em reunião e não poderia conrmar a informação.

“ A gente gente tá aqui numa reunião conversando sobre montagem da chapa e desfecho nal aqui da nossa convenção, depois que a gente der esse desfecho nal, eu ligo”, disse.

O esvaziamento de sua chapa pode ter sido a causa. Ainda no domingo de convenção, Amastha perdeu o apoio do PCdoB, partido de seu ex-secretário Nésio Fernandes, candidato a deputado federal que não teria aceitado a imposição do ‘chapão’ no grupo.