Palmenses realizam ato nacional anti-petista chamado “#PTNÃO” na praça dos Girassóis neste domingo 21

Os apoiadores do presidenciável Jair Bolsonaro realizaram, na praça dos Girassóis, na manhã de domingo (21) ato nacional anti-petista chamado #PTNÃO.

Assista a carreata:

 

 

 

Os bolsonaristas em várias cidades do Tocantins estão mobilizados em atos do tipo: adesivaço, carreata e mobilização #PTNÃO, esclarece Cecília Santana, coordenadora da página Amor pelo Brasil.

As cidades de Guaraí, Colinas e Gurupi confirmaram a mobilização pelo ato nacional, a ordem é Deus, Pátria e Família. Todos com o Capitão para endireitar o Brasil, comenta Eliz Carvalho, coordenadora da página Direita Palmas.

Hugo Rezende, coordenador da página Direita Independente, explica que os apoiadores de Jair Bolsonaro (PSL) no Tocantins chegam a 1500 grupos, praticamente todos os 139 municípios têm ao menos um grupo de apoio, no aplicativo de mensagem mais conhecido. “O Brasil acordou” arremata o apoiador.

ATOS PELO PAÍS

Além de Palmas, as manifestações a favor candidatura do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) foram registradas em diversas outras cidades do país neste domingo (21). Os atos foram convocados pelas redes sociais por várias entidades.

Na cidade de São Paulo, a manifestação começou na Avenida Paulista. Grupos como o Movimento Brasil Livre (MBL) e Vem pra Rua atravessaram caminhões de som próximo ao Museu de Arte de São Paulo (Masp). Foram feitos discursos contra Lula, o presidenciável Fernando Haddad (PT) e Dilma Rousseff.

Apoiadores do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) se reúnem para manifestação em apoio ao candidato, na Avenida Paulista.

Ainda no estado de São Paulo, ocorreram atos em Campinas, Santos, Jundiaí, Araçatuba, São José do Rio Preto, Mogi das Cruzes, Mogi Guaçu, Piracicaba, Itu, Ribeirão Preto, Sorocaba, Araraquara, Presidente Prudente, São José dos Campos, São Carlos, Rio Claro e Santa Isabel.

No Rio de Janeiro, a manifestação passou por Copacabana. No Espírito Santo, manifestantes foram às ruas na capital Vitória e em Vila Velha.

Em Brasília, no Distrito Federal, apoiadores do candidato do PSL à Presidência promovem um ato na Esplanada dos Ministérios. Além da concentração de manifestantes no gramado próximo ao Congresso Nacional, uma carreata a favor do candidato percorreu das 9h30 às 12h30 os principais monumentos da área central da capital federal.

No Paraná, seis cidades registraram protestos: Curitiba, Londrina, Foz do Iguaçu, Maringá, Ponta Grossa e Cascavel. Em Santa Catarina, houve manifestações em cinco cidades: Florianópolis, Criciúma, Chapecó, Joinville e Blumenau. O Rio Grande do Sul também registrou protestos em cinco cidades: Porto Alegre, São Leopoldo, Santa Maria, Pelotas e Sapiranga.

Já em Belo Horizonte, a manifestação convocada pelo movimento Vem pra Rua foi contra o PT e teve concentração na Praça da Liberdade. Os manifestantes seguiram depois em direção à Savassi. No sul de Minas, houve ato na cidade Varginha pela manhã.

Em Goiás, um protesto organizado em Goiânia teve participação do governador eleito, Ronaldo Caiado (DEM). Também houve ato na cidade de Jataí. No Mato Grosso do Sul, houve 4 manifestações durante a tarde, em Campo Grande, Corumbá, Ponta Porã e Dourados. Em Corumbá, fronteira com a Bolívia, teve carreata fluvial com 15 embarcações no rio Paraguai.

Nas capitais, manifestações ainda ocorreram em Belém, Fortaleza, Recife, Maceió, Manaus, Salvador, Aracaju, São Luís, Cuiabá e Rio Branco. Em Rondônia, manifestantes foram às ruas em Ariquemes.