Presos explodem muro de presídio em Palmas, mas não conseguem fugir

Presos explodiram o muro da Casa de Prisão Próvisória de Palmas na noite desta segunda-feira (29), o caso foi por volta das 21h. A situação foi no Pavilhão A da CPP. O governo informou que os presos foram contidos antes de sair da unidade e não conseguiram fugir. O caso ocorre menos de um mês após uma fuga em massa que assustou os moradores de Araguaína.

Equipes da Força Tática e da Rotam foram enviadas ao local. Viaturas patrulham as estradas vicinais na região próxima ao Cemitério Jardim da Paz e ao batalhão do Exército na cidade.

O governo informou ainda que não houve feridos e que os presos estão sendo levados de volta para as celas.

Outro caso
Em novembro de 2017 mais de 20 homens fugiram deste mesmo presídio após explodir o muro, alguns deles ainda não foram recapturados. Na época, a Secretaria de Cidadania e Justiça instaurou um procedimento administrativo para apurar como os explosivos tinham entrado na unidade.

A CPP é um dos presídios que opera acima da capacidade no estado. Segundo dados da própria Seciju, a unidade tem mais de 700 detentos em um espaço projetado para 280.

Com informações: G1