Vinte e um cristãos ficam de joelho e são executados por não negar Jesus

O Egito bombardeou áreas dominadas pelos terroristas do Estado islâmico na Líbia numa reação à execução de 21 cristãos egípcios.

Dessa vez a barbaridade dos terroristas trocou o deserto por uma praia. O assassinato teriam sido em alguma data entre dezembro e janeiro mas o vídeo só foi divulgado ontem à noite pela internet e dessa vez teve até título uma mensagem assinada com sangue para a nação da Cruz.

Quando os 21 cristãos ficaram de joelhos À Espera da morte, o chefe do grupo disse que estava ao sul de Roma uma referência ao Vaticano e ameaçou os cristãos do mundo inteiro.