Após ser expulso do mundo gospel, cantor evangélico retoma carreira e ministério em igreja LGBT

Após assumir ser gay, Leh Bernard, na época Leandro Luíz chegou a participar de um programa de televisão

Em julho do ano passado, o mundo gospel ficou abalado pela revelação de que o cantor Leandro Luís, conhecido como Leh Bernard iria deixar a música gospel por assumir ser gay. O fato é que ele teve o áudio vazado e a noticia trouxe grande repercussão.

Após assumir ser gay, Leh Bernard, na época Leandro Luíz chegou a participar de um programa de televisão. No horário da Luciana Gimenez o cantor contou sua versão dos fatos e assumiu sua homessexualidade. Ele que pretendia deixar o gospel apenas um mês depois viu sua vida exposta quando a notícia vazou pelas redes sociais.

Entretanto, para quem pensou que Leandro Luíz iria desistir de cantar ou ingressar na música secular, vai se surpreender. Ele decidiu persistir na música gospel agora como Leh Bernard.

Porém,estará exercendo o seu ministério a partir de uma igreja inclusiva, voltada para o público LGBT , segmento que tem crescido por todo o Brasil.

A assessoria do cantor informou que Leh já gravou um novo single.

Revelou também que está preparando um clip que vai dar o que falar. vídeo terá como tema o bom samaritano vai incluir drag queens, travestis, que são membros da mesma igreja que ele. O clip inclusive, será supostamente lançado em fevereiro no programa SuperPop de Luciana Gimenez para todo o Brasil.

Leh Bernard hoje faz parte da igreja inclusiva Lant (Igreja Apostólica Novo Templo) na cidade de Guarulhos. Tem como doutrinadores os pastores casal Levi e Allan. Segundo Bernard, a decisão de frequentar a igreja inclusiva foi de que ele gostaria de continuar sendo evangélico. Mas não poderia exercer seu ministério de cantor sendo homosssexual numa igreja tradicional.

A implantação de igrejas inclusivas no Brasil vai com certeza trazer muitos cantores gospel que defendam a bandeira do evangelho LGBT. Como sabemos, a música gospel é um grande potencializador evangelístico. Provavelmente também deverá ser usada estrategicamente pela igreja inclusiva ,como forma de divulgar suas doutrinas.

Num futuro não muito distante teremos música gospel inclusiva circulando dentro das igrejas tradicionais.

Etiquetas
Comentários
avatar
  Subscribe  
Notify of
Botão Voltar ao topo