Guarda Metropolitana de Palmas tem a sua primeira servidora a se aposentar; confira

Redação Sesmu
Elza Alves da Silva Sá é a primeira guarda a receber à aposentadoria durante os 26 anos de criação da Guarda Metropolitana de Palmas. Ela entrou no concurso de 2002, e nesta sexta-feira, 22, recebe homenagens dos seus colegas pelo comprometimento e profissionalismo demonstrado nos seus 16 anos de serviço junto à Instituição.

A servidora pública conta que esses 16 anos e sete meses na corporação, foram anos de grandes experiências. “Entrei para a GMP através do concurso público em 2002, onde atuei tanto no Operacional quanto no Guardião Escolar, Classe B. Hoje eu olho para trás e vejo que foi uma ótima escolha”.

Elza não se aposentou com as prerrogativas da Lei nº 2.400 que concede Aposentadoria Especial à GMP, de 9 de Julho de 2018, assinada pela prefeita Cinthia Ribeiro. Essa Lei é uma conquista da categoria que agora tem os mesmos benefícios de aposentadoria das outras forças de segurança públicas. Uma vez que foi aprovada a Lei Federal nº 19/2018 que reconhece as guardas municipais como órgão policial, tendo os agentes das guardas direito a aposentadoria especial, da mesma forma como os demais agentes de segurança pública.

“Não me aposentei pela lei especial, mas pela regra geral do servidor público, com 55 anos de idade e 30 anos de contribuição. Mesmo assim, é um privilégio ser a primeira GMP a conseguir a aposentadoria, e ainda mais sendo uma mulher. Sinto-me com a sensação de missão cumprida. É um novo tempo em minha vida, e sem dúvidas, sentirei muita falta dos meus colegas”, complementou a guarda aposentada.

A servidora recebe as homenagens na tarde desta sexta-feira, 22, no Quartel da Guarda Metropolitana de Palmas, quando em forma simbólica entrega ao comandante da GMP, Florisvaldo Borges Leal, os uniformes usados em seu período de trabalho pela instituição.

Etiquetas
Comentários
avatar
  Subscribe  
Notify of
Botão Voltar ao topo