Tarifa de transporte coletivo volta à pauta. Proposta alternativa é apresentada ao Executivo Municipal

O vereador Moisemar Marinho (PDT) explicou que cinco propostas foram colocadas em votação na reunião extraordinária

por DICOM

Na sessão de terça feira, 26, os vereadores Moisemar Marinho (PDT) e Claudemir Portugal (PRP), membros do Conselho Municipal de Acessibilidade, Mobilidade, Trânsito e Transporte (CMAMTT) esclareceram que em reunião na última segunda feira, 25, na sede do “Resolve Palmas”, ficou decidido que seriam encaminhadas duas propostas, ao Executivo Municipal, para avaliação acerca do ajuste da tarifa.

O vereador Moisemar Marinho (PDT) explicou que cinco propostas foram colocadas em votação na reunião extraordinária. Em uma delas, eleita para encaminhamento ao executivo, consta manutenção da tarifa de R$3,75 “Nós, como representantes da Câmara Municipal nos posicionamos contra as proposituras apresentadas pela Câmara temática, pois todas previam o aumento da passagem. Mas sugerimos à concessionária, que presta o serviço aos usuários, que eles possam também absorver os tributos de natureza do nosso Município, que seria a taxa de R$0,05, além dos 2% da inflação. E resta ao Governo do Estado isentar o ICMS” finalizou.

Por sua vez, Claudemir Portugal (PRP) ressaltou que há uma grande necessidade em analisar as propostas com muita responsabilidade, e que a Seturb se comprometeu em inserir novos ônibus na frota “As discussões em relação aos encaminhamentos que foram feitos, em relação a isenção dos tributos, a prefeitura concedeu. Agora a Seturb se comprometeu em incluir dez novos ônibus na frota para possibilitar conforto aos usuários” destacou.

Quanto à isenção do ICMS sobre os combustíveis utilizados no transporte público – que poderia contribuir para que a tarifa não fosse aumentada – o governador Mauro Carlesse (PHS) demonstrou interesse em promover a isenção, contudo, salientou que tal decisão deve, obrigatoriamente, ser submetida ao CONFAZ, que se reunirá apenas no mês de abril de 2019. Portanto, antes disso, o Governo do Tocantins não pode cumprir sua parte, num eventual acordo para manter a tarifa do transporte público sem majorações.

Conforme análise do Executivo Municipal, a proposta acatada entrará em vigor a partir do mês de Março do corrente ano.

No prosseguimento da sessão, outros temas foram debatidos, entre os quais a realização do Palmas Capital da Fé, as reformas das feiras da 304 Sul, do Aureny I e da 305 Norte.

Etiquetas
Comentários
avatar
  Subscribe  
Notify of
Botão Voltar ao topo