Após ser declarado morto, menino volta à vida e relata experiência com o céu

Landon Whitley, aos 8 anos, foi reanimado três vezes pelos médicos e entrou em coma após acidente. Neste período, ele teve uma experiência com o céu.

Aos oito anos de idade, Landon Whitley foi declarado morto e teve que ser reanimado pelos médicos por três vezes. Ele não apenas saiu do coma sem lesões cerebrais, como voltou à vida relatando a experiência que teve com Deus.

Em uma manhã de domingo, em 1997, Landon estava voltando da igreja para casa com os pais, Julie e Andy Kemp, quando uma ambulância colidiu com o carro em um cruzamento. Andy morreu na hora. Os socorristas estabilizaram Julie, mas Landon corria risco de vida.

Landon foi reanimado e levado para o Centro Médico de Carolina. Ele voltou a ser reanimado por mais duas vezes naquele dia, após ser declarado morto, e os médicos perderam as esperanças de mantê-lo vivo.

“Eles me disseram que se ele vivesse, ele seria como um bebê de 8 anos. Que ele não saberia andar, falar ou comer, por causa de todos os danos cerebrais”, contou Julie à CBN News. “Eu estava tão desesperada que, por mim, tudo bem. Eu aceitaria isso só para ter ele comigo”.

No funeral de seu marido, Julie se lembra de ter se sentido abandonada por Deus. “Fiquei muito frustrada, de coração partido. Enquanto eu estava no funeral, eu questionava a Deus: Por que isso aconteceu? Por que não enviou anjos para nos proteger? Mas no próximo segundo eu orava fervorosamente, como nunca antes, para que o Landon sobrevivesse”.

Landon sofreu traumatismo craniano e permaneceu em coma após o acidente. Depois de duas semanas em coma, sem nenhum sinal de avanço, o garoto acordou sem danos cerebrais. Mas em meio à sua alegria, Julie sabia que tinha que contar ao filho sobre a morte do pai.

Julie se lembra: “Ele tinha cicatrizes no rosto e sua cabeça estava doendo. Eu não queria machucá-lo mais. Então eu perguntei: ‘’Landon, você sabe onde seu pai está?’ E ele me disse: ‘Sim, eu o vi no céu’”.

Experiência no céu

Décadas se passaram desde o acidente, mas Landon ainda se lembra de suas experiência no céu.

“Eu me lembro de ver meu pai e seu amigo, Olan Palmer, que faleceu menos de um mês antes dele, também em um acidente de carro. Também estava o filho de Olan, Neil Palmer, que morreu quatro anos antes. E foi engraçado porque eu me lembro de todos nós de pé formando um quadrado. Não dissemos nenhuma palavra, mas estávamos todos de pé lá”, relatou Landon.

Hoje, aos 30 anos, Landon compartilha sua história para testemunhar que Jesus é real.

“Ele olhou para mim e disse: ‘Mãe, a propósito, esqueci de te contar. Vi seus outros dois filhos’”, lembra Julie. “Eu tive dois abortos espontâneos antes do Landon nascer, e ele os viu no céu. Nós nunca havíamos compartilhado isso com Landon. Ele não sabia que nós tínhamos perdido dois filhos antes dele”.

Landon lembra que cada vez que ele morria, ele tinha uma experiência diferente no céu. Na terceira vez, ele conta que encontrou Jesus Cristo e recebeu uma missão.

“Foi como se fosse o trailer de um filme, onde você só consegue ver certas partes das coisas. Jesus veio até mim e me disse que eu tinha que voltar à Terra, ser um bom cristão e falar aos outros sobre Ele”, disse Landon.

Deus é real

Hoje, Landon e Julie se dedicam a compartilhar sua história com outras pessoas que sofrem com perdas. “Eu não entendi em 1997 por que Deus não enviou um anjo. Mas eu sei que havia anjos lá. Eu sei que estávamos protegidos e estamos vivendo o plano Dele para nós”, afirma Julie.

Em vez de ficar presa à tristeza ou ficar com raiva de Deus, Julie está usando sua história “para ajudar os outros a não desistirem e manterem sua fé na jornada do luto”. Sua experiência é relatada no livro Faith Has Its Reasons (A Fé Tem Suas Razões, em português).

“Eu só quero que as pessoas percebam que Jesus é real, existe um céu, existem anjos. E seguir a Sua palavra e a Bíblia”, disse Landon. “Eu sei que Jesus é real. Eu sei que os anjos estão lá. Eu sei que há um paraíso. Eu vi Jesus. Eu sei que Ele está lá. Ele me pediu para fazer isso e é isso que eu estou fazendo”.

“É uma grande bênção poder ver meu filho falar aos outros sobre Jesus”, declara Julie. “Ele está sempre disposto a deixar que os outros saibam que existe um paraíso. Porque ele esteve lá”.

Etiquetas
Comentários
avatar
  Subscribe  
Notify of
Botão Voltar ao topo