Transmissão ao vivo de culto mostra pastor sendo baleado em SP

Durante um culto realizado na noite deste domingo (11) em uma igreja evangélica no bairro Jardim Rodeio, em Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo, um dos pastores que estava no altar fazendo pregação foi baleado por um homem que entrou no local já com arma em punho. A tentativa de homicídio foi transmitida ao vivo, uma vez que a cerimônia estava sendo diculgada em uma rede social.

O atirador foi identificado como Weslei Silva Souza, de 30 anos, e, segundo informações passadas pela Polícia, ele tem passagens por tráfico de drogas.

As imagens mostram o homem chegando com um capacete em uma das mãos e uma arma na outra. Ele se aproxima do altar onde outro pastor pregava e atira na direção de outro pastor, que estava sentado em uma fila de cadeiras, junto com outros três homens e duas mulheres. Ao ouvirem o disparo, eles saem correndo e uma das mulheres chega a tropeçar e cair.

Weslei ainda mira novamente o revólver na direção do mesmo pastor que havia direcionado o primeiro tiro e efetua outro disparo, que pela imagem, acerta o homem, que tenta se proteger atrás do púlpito.

O atirador então sai andando calmamente, sem perceber que atrás dele vem um homem correndo e o empurra para o chão, momento em que ele iria dar mais um tiro em direção a vítima. Ele cai ao lado de um dos pastores que estava no altar, que também estava caído, e enquanto tenta se levantar, é seguro por ele. Em seguida aparecem outros homens para ajudar a segurá-lo até a chegada da polícia.

A imagem ainda mostra o pastor sinalizando que foi atingido, na região do abdome. Ele foi encaminhado ao hospital, onde precisou passar por cirurgia e, de acordo com informações da polícia, não corre risco de morrer.

Antes de ser levado para a delegacia, o atirador também precisou ser atendido por conta de ferimentos que sofreu quando impedido de fugir pelos fiéis.

Polícia não acredita na versão de assalto e vai apurar o caso
Na delegacia, Weslei disse que havia entrado no local para praticar um assalto. No entanto, o capitão da PM Alex Amaral não acredita que esta tenha sido a real motivação para a tentativa de homicídio. Segundo a autoridade, a situação fugiu do que realmente ocorre em um roubo, quando o bandido anuncia o assalto e vai atrás da vítima.
Na ocasião deste domingo, o atirador vai até o pastor e efetua o disparo.

A polícia irá ouvir testemunhas para saber o que de fato motivou a tentativa de homicídio. O atirador foi transferido na manhã desta segunda-feira (12), para o Centro de Detenção Provisória de Mogi das Cruzes.