Temos que respeitar as indiferenças religiosas

O Brasil é um Estado laico, ou seja, não deve influenciar nem ser influenciado por qualquer religião ou crença. Além disso, as liberdades de expressão e de culto são asseguradas pela Declaração Universal dos Direitos Humanos e pela Constituição Federal. Dessa forma, agir de modo a ferir o direito de terceiros é considerado crime. Mesmo com esses dispositivos para assegurar o direito do cidadão, é cada vez mais comum a divulgação de notícias relatando agressões justificadas pela religião. Ataques a terreiros, centros espíritas, destruição de imagens de santos, xingamentos e até mesmo agressões físicas vão de encontro a laicidade do País que, como dito antes, garante a liberdade de expressão religiosa e a liberdade ao culto a todo cidadão por meio da Lei.

Um caso que ganhou repercussão nacional em 2015, foi o de uma menina de 11 anos, que foi apedrejada na cidade do Rio de Janeiro, após sair de um culto em um terreiro de candomblé. Acredita-se que o crime tenha sido motivado por conta de fanatismo religioso, pois, a avó da menina relata que os agressores estavam com bíblias na mão e gritavam frases ofensivas como: vocês vão queimar no inferno. O caso, que chocou o País, foi registrado na delegacia como preconceito de raça, cor, etnia ou religião e também como lesão corporal. Outro caso ocorreu em 2007, com a sacerdotisa do candomblé Gildásia dos Santos, conhecida como Mãe Gilda. Que morreu em decorrência de um infarto, após ter a casa e o terreiro invadidos por grupos de outra religião e o marido agredido.

Após o ocorrido, por meio da Lei nº 11.635/07, o dia 21 de janeiro foi instituído como “Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa”. O termo define um conjunto de atitudes que caracterizam a falta de habilidade ou a própria vontade em reconhecer e respeitar as diferenças e crenças religiosas de terceiros. A maioria dos grupos religiosos já passou por algum tipo de discriminação durante sua trajetória. Alguns, mesmo com muito tempo de existência, como o exemplo das religiões afro, continuam sofrendo discriminação até os dias de hoje. A intolerância religiosa normalmente se manifesta nas seguintes ações: incitamento ao ódio, espancamentos, tortura, execução injustificada, negação de benefícios e de direitos civis, entre outras coisas.

Todos devem ser respeitado seja Espiritismo , Judaísmo , Sikhismo , Budismo, Hinduísmo, cristianismo entre outras religiões. Muitos evangélicos pregam ódio contra algumas religiões e se esquecem que Deus é amor e jamais Deus condenou alguém por sua escolhas.