Sine Tocantins realiza mais de 22 mil encaminhamentos para vagas de emprego no primeiro semestre

Lara Cavalcante/Governo do Tocantins

Diminuir a distância entre quem procura uma vaga de emprego e quem precisa contratar um trabalhador é uma das principais missões da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas), por meio do Sistema Nacional de Empregos (Sine). No Tocantins, o Sistema fechou o primeiro semestre do ano com 22.094 encaminhamentos para 4.639 vagas de emprego ofertadas a população tocantinense. Esse serviço contribuiu para colocação de 2.407 trabalhadores no mercado.

São pessoas como o senhor Almir Batista, 59 anos. Ele foi contratado em maio de 2019 como repositor de mercearia após mais de um ano de procura por um emprego. “As pessoas da minha idade tem mais dificuldade de encontrar uma vaga, mas sempre procurei o Sine e tive apoio, então chegou a minha vez, estou muito satisfeito”, explica Almir.

Aproximação dos empregadores

Para o diretor do Sine Tocantins, José Alberto, o trabalho realizado pelo Sistema é primordial tanto para os trabalhadores quanto para os empresários e fortalece o mercado de trabalho. “Temos uma série de serviços gratuitos para os empregadores, nossa gestão tem tentado se aproximar deles ampliando a oferta de vagas aos cidadãos tocantinenses. O resultado desse esforço tem sido o crescimento da efetividade do Sine Tocantins”, comenta o diretor.

No mês de abril de 2019 o Sine Tocantins foi o sexto melhor do país em colocação de trabalhadores no mercado de trabalho. O dado leva em conta a razão entre o total de colocados pelo Sine e o total de admitidos no mercado de trabalho formal de maneira geral.

O Sine disponibiliza aos empregadores suporte gratuito para todo o processo de intermediação de mão de obra. O Sistema conta com um banco de dados atualizado contendo o perfil dos trabalhadores em busca de emprego, além de salas e equipes preparadas para entrevistas e seleções.

Serviços para os trabalhadores

Além da intermediação de mão de obra o Sine oferece aos trabalhadores os serviços de emissão de carteira de trabalho, de janeiro a junho de 2019 foram emitidos 8.321 documentos, orientações e procedimentos de acesso ao seguro desemprego, capacitação e qualificação profissional. Ao todo, foram 150.713 atendimentos realizados no primeiro semestre deste ano.

Capacitação Profissional

Orientar e capacitar os usuários para que sejam colocados, recolocados ou possam se manter em seus postos de trabalho também é missão do Sine. Esse serviço é oferecido no momento em que o trabalhador é atendido nas unidades e recebe uma carta de encaminhamento para uma vaga, mas também quando participa dos cursos com carga horária de 20 horas. De janeiro a junho de 2019 foram capacitadas 573 pessoas no Estado.

Os cursos oferecidos pelo Sine abordam o marketing pessoal, autodesenvolvimento, gestão pessoal e profissional, além de habilidades amplamente solicitadas pelo mercado como técnicas de vendas, procedimentos administrativos e o empreendedorismo.

Empreendedorismo

Apesar do emprego formal ser o principal foco de ação do Sine , o Sistema reconhece o grande potencial de ocupação do setor informal e incentiva as habilidades de inovação dos seus usuários por meio do curso de empreendedorismo.

A jovem Marliene Daniel Severiano é graduada em Relações Internacionais e tem MBA em Logística e Comércio Exterior, apesar do bom nível de qualificação projetos pessoais a impossibilitam de entrar em um contrato formal de trabalho no momento. No seu caso o apoio do Sine com o curso de empreendedorismo foi fundamental para garantir uma renda e a possibilidade de alcançar seu sonho. “O Sine me forneceu conhecimento para empreender de forma rápida e dinâmica, partindo do zero. Depois do curso retornei ao serviço de orientação profissional onde tive suporte para criação e desenvolvimento do meu primeiro produto. Digo primeiro, pois já estou trabalhando paralelamente no desenvolvimento do meu próximo lançamento”, comemora a jovem.

Postos de atendimento

O Sine possui nove postos no Estado localizados em Araguaína (fone: 3414-3634), Araguatins (fone: 3474-3003 / 1100), Dianópolis (fone: 3692-1628 / 1293), Guaraí (fone: 3464-5187 / 5209), Gurupi  (fone: 3351-2477 / 3212-7809.) Palmas/centro (fone: 3218-1960 / 3218-1967), Taquaralto (fones: 3218-1962 / 3218-1936.)Paraíso do Tocantins (fone: 3602-3340 / 3361-3174) Porto Nacional (fone: 3363-2717 / 6307).