Deputados convocam BRK Ambiental para explicações sobre poluição no Lago de Palmas

Representantes da empresa BRK Ambiental – concessionária de serviços de saneamento básico no Tocantins -, vão participar de audiência pública, nesta quinta-feira, 20, a partir das 14 horas, no plenarinho da Assembleia Legislativa.

Os parlamentares querem esclarecimentos sobre a grande quantidade de algas dispersas na água do Lago, decorrente do derramamento de esgotos, sem o tratamento adequado, no Córrego Machado, que deságua no Lago de Palmas, reservatório da Usina Hidrelétrica Luiz Eduardo Magalhães (Usina Lajeado).

A convocação foi feita pela deputada Claudia Lelis (PV), presidente da Comissão de Minas e Energia, Meio Ambiente e Turismo, atendendo a requerimentos, em regime de urgência, de autoria dela e dos parlamentares Léo Barbosa (SD) e Ricardo Ayres (PSB).

Em visita ao ribeirão Taquaruçu, afluente do lago, no último dia 13, os deputados constataram as manchas verdes que têm aparecido no local, que fica próximo a uma estação de tratamento no setor União Sul.

As principais causas da poluição do Lago, conforme as reportagens, estão relacionadas ao despejo de esgoto diretamente na água, vazamento de poluentes, fertilizantes, dejetos de animais domésticos e selvagens e atividades agrícolas.

Assim, os parlamentares querem que a empresa BRK esclareça quais medidas estão sendo adotadas para eliminar o problema e quais são os métodos utilizados pela concessionária no tratamento de água, especialmente na região Sul de Palmas. Eles alertam que a análise feita determinou que a água está imprópria para consumo e banho.

Segundo os deputados, além da fiscalização e acompanhamento que deve ser realizada pela Comissão de Meio Ambiente da Casa, é necessário o acompanhamento do inquérito instalado contra a empresa pela Delegacia do Meio Ambiente (Demag).

Foram convocados para a audiência, a diretora-presidente a BRK, Teresa Cristina Quirino Veraglia, o diretor operacional no Tocantins, Rodrigo Lacerda, representantes de órgãos ambientais no Estado e lideranças comunitárias.